Funai publica relatórios de TIs no AM, PA, MS e PR

Funai publicou Relatórios Circunstanciados de Identificação e Delimitação das seguintes Terras Indígenas:

TI Ypoi/Triunfo, povo indígena Guarani Ñandéva, em  Paranhos, Estado de Mato Grosso do Sul.

 

TI Sawré Muybu, povo indígena Munduruku, em Itaituba e Trairão, Estado do Pará.

 

TI Sambaqui, povo indígena Guarani Mbyá, em Pontal do Paraná, Estado do Paraná.

 

TI Jurubaxi-Téa, povos indígenas Baré, Tukano, Baniwa, Nadöb, Pira-Tapuya, Arapaso, Tariana, Tikuna, Coripaco e Desana, em Barcelos e Santa Isabel do Rio Negro, Estado do Amazonas.

FUNAI-logo

DESPACHOS DO PRESIDENTE

Em 14 de abril de 2016

Nº 27 – O PRESIDENTE DA FUNDAÇÃO NACIONAL DO ÍNDIO – FUNAI, em conformidade com o § 7º do art. 2º do Decreto 1775/96, tendo em vista o Processo FUNAI/BSB nº 08620.077222/2013-58, e considerando o Resumo do Relatório Circunstanciado de Identificação e Delimitação elaborado pelo antropólogo Paulo Sérgio Delgado, que acolhe, face às razões e justificativas apresentadas, decide:

Aprovar as conclusões objeto do citado resumo para, afinal, reconhecer os estudos de identificação e delimitação da Terra Indígena Ypoi/Triunfo, de ocupação do povo indígena Guarani Ñandéva, localizada no município de Paranhos, Estado de Mato Grosso do Sul.

19.756 ha

Nº 28 – O PRESIDENTE DA FUNDAÇÃO NACIONAL DO ÍNDIO- FUNAI, em conformidade com o § 7º do art. 2º do Decreto 1775/96, tendo em vista o Processo nº 08620.056543/2013-19 e considerando o Resumo do Relatório Circunstanciado de Identificação e Delimitação de autoria da antropóloga Bruna Cerqueira Sigmaringa Seixas, que acolhe, face às razões e justificativas apresentadas, decide:

Aprovar as conclusões objeto do citado resumo para, afinal, reconhecer os estudos de identificação da Terra Indígena Sawré Muybu, de ocupação tradicional do povo indígena Munduruku, localizada nos municípios de Itaituba e Trairão, Estado do Pará.

178.173 ha

Nº 29 – O PRESIDENTE DA FUNDAÇÃO NACIONAL DO ÍNDIO- FUNAI, em conformidade com o § 7º do art. 2º do Decreto 1775/96, tendo em vista o Processo nº 08620.052029/2014-95 e considerando o Resumo do Relatório Circunstanciado de Identificação e Delimitação de autoria da antropóloga Maria Helena de Amorim Pinheiro, que acolhe, face às razões e justificativas apresentadas, decide:

Aprovar as conclusões objeto do citado resumo para, afinal, reconhecer os estudos de identificação da Terra Indígena Sambaqui, de ocupação tradicional do povo indígena Guarani Mbyá, localizada no município de Pontal do Paraná, Estado do Paraná.

2.795 ha

Nº 30 – O PRESIDENTE DA FUNDAÇÃO NACIONAL DO ÍNDIO – FUNAI, em conformidade com o § 7º do art. 2º do Decreto 1775/96, tendo em vista o Processo FUNAI/BSB nº 08620.001973/2008-36, e considerando o Resumo do Relatório Circunstanciado de Identificação e Delimitação elaborado pela antropóloga Lúcia Hussak Van Velthem, que acolhe, face às razões e justificativas apresentadas, decide:

Aprovar as conclusões objeto do citado resumo para, afinal, reconhecer os estudos de identificação e delimitação da Terra Indígena Jurubaxi-Téa, de ocupação dos povos indígenas Baré, Tukano, Baniwa, Nadöb, Pira-Tapuya, Arapaso, Tariana, Tikuna, Coripaco e Desana, localizada nos municípios de Barcelos e Santa Isabel do Rio Negro, Estado do Amazonas.

1.208.155 ha

Anúncios

Uma resposta para “Funai publica relatórios de TIs no AM, PA, MS e PR

Queremos sua opinião.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s