Marcada para morrer: quem é a 1ª vítima da PEC 215

Três dias após a bancada ruralista do Congresso aprovar em comissão especial a PEC 215, que delega ao Legislativo a competência de julgar a demarcação de terras indígenas, Kerexu foi ameaçada de morte. Trinta homens atacaram a aldeia que fica a 30 km de Florianópolis, que é habitada na maioria por crianças e adolescentes (60% do grupo). Vieram em um caminhão, duas motos e dez carros. Soltaram rojões, disseram que iriam expulsar as famílias guarani (…)

Ler Artigo →

MS: Laudo sobre assassinato de Semião Vilhalva desmente versão de deputado e sindicato rural

O laudo da morte de Semião Fernandes Vilhalva, de 24 anos, foi entregue para a PF (Polícia Federal) e confirma que o indígena morreu no dia 29 agosto, durante retomada da Fazenda Fronteira por fazendeiros. Ele foi vítima de disparo de arma de fogo na cabeça, na fazenda que fica localizada em Antônio João, a 431 quilômetros de Campo Grande. (…)

Ler Artigo →

Polícia confirma que tiro na cabeça matou indígena em Antônio João

A Polícia Federal confirmou que a causa da morte do indígena Semião Fernandes Vilhalva, de 24 anos, foi um tiro na cabeça. Ele morreu durante o ataque dos fazendeiros aos Guarani Kaiowá, na Terra Indígena Ñanderu Marangatu, zona rural de Antônio João, a 402 quilômetros de Campo Grande, no dia 29 de agosto. (…)

Ler Artigo →

ONU condena morte de líder Guarani Kaiowá no Brasil

O Escritório Regional para América do Sul do Alto Comissariado das Nações Unidas para os Direitos Humanos (ACNUDH) condenou nesta quarta-feira (2) a morte violenta do líder indígena Simião Vilhalva, ocorrida em 29 de agosto de 2015 no território indígena guarani-kaiowá de Ñande Ru Marangatu, município de Antonio João, estado de Mato Grosso do Sul, no Brasil. (…)

Ler Artigo →

Quem é quem no conflito contra os Guarani Kaiowá no Mato Grosso do Sul

A situação é de extrema tensão no município de Antonio João, Mato Grosso do Sul, há mais de uma semana e se agravou com o ataque ruralista aos Guarani Kaiowá em sua Terra Indígena Ñanderu Marangatu, já homologada, porém aguardando uma série de ações judiciais impetradas pelos ruralistas.
Mas quem são estes ruralistas? Quem atacou os Guarani Kaiowá?
Saiba quem é quem no conflito que se criou no Mato Grosso do Sul financiado pelo Sistema Ruralista. (…)

Ler Artigo →

MS: Relatora da ONU preocupada com expulsão dos Guarani Kaiowá

Especialista em direitos humanos dos indígenas, Victoria Tauli-Corpuz pede ao governo para garantir que comunidades não sejam retiradas de suas terras; ela fala sobre a situação no Mato Grosso do Sul, onde 6 mil indígenas sofrem ameaça.

A especialista independente da ONU sobre o direito dos povos indígenas está fazendo um apelo ao governo do Brasil, para que garanta a proteção dos povos Guarani Kaiowá. (…)

Ler Artigo →

Encontro discute garantia do registro de nascimento indígena

Será realizado entre os dias 10 e 14 deste mês de agosto, em Brasília, o Encontro Nacional sobre a Emissão do RANI – Registro Administrativo de Nascimento Indígena. O evento será promovido pelo Grupo de Trabalho do Registro Administrativo de Nascimento Indígena – GT do RANI e terá como pauta o encaminhamento do debate sobre os procedimentos para emissão do documento pela Fundação Nacional do Indio – Funai. (…)

Ler Artigo →